25
Set 08

... quando aqueles que deviam ser os pilares da minha vida, são os primeiros a tirarem-me o tapete debaixo dos pés...

... quando aqueles que deveriam estar sempre a meu lado se negam a dar-me a mão...

... quando lhes peço ajuda se não o quisessem fazer por mim ao menos o fizessem pelos netos...

São bofetadas, atrás de bofetadas, desilusões tremendas... nem o facto de não terem mais ninguém no mundo os demove, querem ficar sozinhos na tristeza imensa que é sua vida? Por mim fiquem, quando precisarem de ajuda não mexerei uma palha...

Há aqueles que querem e não podem e há os que podem e não querem, talvez o facto de não ter saído de dentro deles, afinal, tenha mais importância do que aquilo que alguma vez pensei...

publicado por Anjos às 09:45
sinto-me: Mais uma vez desiludida

Ai Anjos que a coisa por aí anda tramada!
Vá não sejas dura com eles! Os feitios e a idade conjugada é uma mistura explosiva!
Sabes o que dizia a minha avó à própria filha (minha mãe) "quem os pariu que os abane!"
E ela teve três filhos! E sabes que mais... a minha mãe se puder... também foge com o rabo à seringa!!!
Beijinho
me a 25 de Setembro de 2008 às 15:32

Mas dói muito ouvir sempre um não como resposta, mesmo sabendo que disso depende o meu futuro...
Anjos a 25 de Setembro de 2008 às 15:51

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


mais sobre mim
blogs SAPO