16
Abr 08

"Tanto há a dizer desta muitas vezes ingrata e madrasta Vida. Porque é que ela nunca é como quando nós, inocentes crianças, sonhamos com o nosso futuro, cheio de possibilidades e momentos felizes. Crescemos e acordamos: afinal não passam de sonhos, mas como diz a canção "o sonho comanda a vida e mundo pula e avança como bola colorida nas mãos de uma criança". Muito tenho passado na minha vida, desde criança, mas graças a Deus tenho sempre tido a força e a esperança de pensar que também eu tenho o direito a ser feliz. São as pequenas coisas que me fazem ver que afinal depois de tudo o que passei consegui alcançar um estado de felicidade que nunca tive antes, como quando o meu nino me diz "mãe gota tu, tu gota eu?" ou quando o meu marido me diz que tem muito orgulho em mim e que me ama mais do que nunca, isto faz-me pensar que valeu a pena tanto sofrimento, tanta dor, para chegar aqui e ter estas duas pessoas maravilhosas na minha vida e ter mais uma a caminho.

Antes tinha uma noção errada do amor, amor não é obsessão, amor é compartilhar todos os momentos bons e maus da vida, estar lá sempre ao lado, mesmo que não se diga nada, mas sabemos k estendemos a mão e está lá alguém para segurá-la, que há uma lágrima que cai e está alguém para a limpar. Amor é sermos uma família e sermos todos juntos um só, nenhum viver desprendido dos outros.

Mas afinal que sei eu da vida? Muito pouco mas o suficiente para saber que amo e sou amada e que tudo o resto pouco importa, apenas o sorriso de quem amo... "

 

E ao fim de 3 anos tudos isto continua a fazer sentido...

publicado por Anjos às 10:55
sinto-me:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


mais sobre mim
blogs SAPO