15
Jan 08

Afinal, parece que o caso do André se levantar inúmeras vezes durante a noite é mais grave do que aquilo que eu queria acreditar. Dito hoje pela terapeuta da fala, o menino poderá ter que ser acompanhado por uma Psicóloga Infantil.

Ó meu Deus, estou triste, muito triste e pergunto-me constantemente onde é que eu errei ou onde estou a errar. Um menino que dormia tão bem e de um momento para o outro começou nisto. Tenho a sensação que tudo começou desde que o irmão nasceu. Será a maneira dele de pedir atenção. Mas eu dou, ou melhor tento dar, porque muitas vezes é difícil, ter dois filhos não é fácil e mais o trabalho a casa e à noite estou sempre sozinha já que o meu marido passa a maior parte do tempo a trabalhar e eu não chego para tudo.

Não sei o que faça, um dos meus maiores medos está a acontecer: falhar como mãe!

publicado por Anjos às 11:32
sinto-me: Muito triste

Tem calma, amiguinha... não estás a falhar com mãe. falhar como mãe é teres dado conta que algo de errado estava a acontecer e nada fazeres para o ajudares. pode ser uma forma de ele pedir atenção, poderá ele estar atravessar uma fase de medos, pode ser tanta coisa. Bem sei que tomar conta de duas crianças não é tarefa facil... fica-se sempre com uma sensação que a atenção não é bem distribuida... mas concerteza que o teu bom coração de mãe faz o melhor que sabe e que pode.
Animo!!
Uma bjokinhas
Mia a 15 de Janeiro de 2008 às 11:52

Não fiques assim.Nem sempre a culpa é nossa. às vezes é porque não se adaptam bem na escola ou até pelo mais simples porque a menina de que eles gostam gosta de outro. o que interessa é que és uma mãe atenta e vais intervir de maneira a que as coisas se resolvam.beijinhos e se precisares de alguma coisa tens o meu mail no perfil.
Mamã Gansa a 15 de Janeiro de 2008 às 11:53

Ó não te culpes!
Beijinho grande
Filipa a 15 de Janeiro de 2008 às 11:54

Então querida? O que é isso?

Não fiques assim! Olha que não é nada fácil lidar com dois filhos e com tudo o resto!

Ir a um psicólogo infantil só te irá ajudar a conduzir o teu filhote, não é nenhum atestado de que estejas a agir mal como mãe!
Bjokas
me a 15 de Janeiro de 2008 às 12:00

Obrigada amigas sempre aqui para o bem e para o mal!
Anjos a 15 de Janeiro de 2008 às 12:05

olá! tem calma...eu não tenho filhos, mas também não estou a ver por que é que tens de te sentir culpada e por que é que te sentes a falhar como mãe...nada disso. a vida é feita destas coisas. cada problema tem uma solução...mas não te julgues nem uma super-mãe nem uma super-mulher. porque não és. tens limitações, como toda a gente. desejo que corra tudo bem com vocês. força.
areiinha a 15 de Janeiro de 2008 às 12:07

Não, não me julgo nem uma super-mulher nem uma super-mãe, muito pelo contrário, por isso quando este tipo de coisas acontecem e já que infelizmente sei e reconheço que existe um pequeno défice de atenção para com os meus piolhos, devido a ser eu sozinha para tudo, fico receosa que estas questões sejam reflexo de algo que eu esteja a fazer mal... Um dia quando fores mãe também irás sentir em tudo o que fizeres por um filho teu que se calhar ainda é pouco e que falta sempre alguma coisa..
Anjos a 16 de Janeiro de 2008 às 15:57

Ohhh, não fiques triste...e não te culpes por ser má mãe, isso nunca... a verdade é que sozinha e com duas crianças deve ser muito complicado, e a atenção que ele tinha outrora, não é a mesma, mas tem um mano que também lhe faz companhia e o acarinha. Tem calma, que tudo se irá resolver da melhor forma.

Muitos beijinhos.
mamaepedro a 15 de Janeiro de 2008 às 12:17

Olá! Não tens culpes, tenho a certeza que fazes tudo o que podes e não podes pelos teus filhos, vais ver que os dois vão ultrapassar esta fase. Bjs
Neli a 15 de Janeiro de 2008 às 12:25

Não te preocupes, as crianças são mesmo assim!
As crianças passam por fases diversas ao longo do crescimento e por vezes há fases que se revelam mais complicadas do que outras...
Se o teu filho estivesse a passar pelas mesmas coisas e não tivesse irmãos, ias-te culpar na mesma?
O facto é que o teu André está a passar uma fase que está a ser difícil para ELE e não tem nada a ver contigo, ou com a atenção que lhe dás!
A psicóloga pode-o ajudar a verbalizar aquilo que o atormenta, porque ele próprio também não é capaz ainda...
O que podes fazer é fazê-lo sentir-se amado, que para as crianças não há nada melhor para ultrapassar as fases mais complicadas!
Vai com calma e dá muitos mimos ao teu miúdo!
filhaemãe a 15 de Janeiro de 2008 às 12:42

Amiga,
penso que todas as mães, que o são verdadeiramente, têm esse receio. O receio de não ser uma boa Mãe. Creio que só o facto de sentirmos essa insegurança, já nos torna melhores mães, porque procuramos sempre melhorar.
Compreendo a tua preocupação, mas não podes pensar que é por tua causa!!!
Se não fosses uma boa mãe, não terias levado o teu filho à terapeuta, e por consequência, não saberias sequer que o menino está (se estiver) com um problema. Pensarias que é mais uma birra, como pensavam as nossas mães, né?

Beijinhos.
Júlia a 15 de Janeiro de 2008 às 13:58

mais sobre mim
blogs SAPO